sexta-feira, 11 de março de 2011

Velhos-Novos tempos do Fundamentalismo Religioso

A história de milênios e milênios é absoluta quanto ao objeto principal da existência das sociedades: a religião. Ela sempre foi uma arma poderosa de dominação, ainda que isso sempre tenha parecido pequeno frente ao principal objetivo dos que recorrem a igrejas, congregações, templos, mesquitas, etc – o chamamento ou prestação ao divino.

Particularmente não gosto de discutir sobre esse tema, tenho minha convicção formada e, no mais, existe a convicção fruto da cultura geral e, em proporção menor, a individual (ainda que esse conceito seja resumido a Adão e Eva, morte e ressureição de Jesus, os Dez Mandamentos, e daí afora), é como se Golias fosse reduzido a um átomo. Sempre tive por princípio não fazer parte de um time sem saber suas reais intenções, pois adoto a premissa de Nietzsche: Não posso acreditar num Deus que quer ser louvado o tempo todo.

Fundamentalismo religioso nada mais é que utilizar interpretações bíblicas avulsas e usá-las como ferramenta de, na maioria das vezes, dominação. O vídeo abaixo mostra uma espécie de seita conduzida por um pastor evangélico. Esse é um exemplo de uma verdadeira alienação com fins muito questionáveis (fundada nos dogmas dessa seita e pregando tais preceitos com violência), sendo esses o desrespeito com outras religiões (8:57 e o segundo video), a intolerância com as distintas composições sociais (1:07), e algo que me surpreendeu, a hostilidade frente a nossa Constituição (5:00) (11:06). Em outro vídeo desse mesmo canal pode ser visto o “pastor” com uma camiseta que possui a frase "Bíblia sim, constituição não".



Quanto à atitude do pastor, vejo muita hipocrisia (pois diz ser vítima de perseguição por estar apenas exercendo seu direito de liberdade de expressão e de liberdade religiosa - Curioso que esses dois direitos são garantidos pela constituição que ele não aceita) e uma ignorância fracamente justificada.

Eu questiono que benefícios isso traz a sociedade, onde está o espírito de amar ou, no mínimo, respeitar seus semelhantes, o que as atitudes extremadas que os seguidores podem tomar representa diante de Deus? Vejo apenas pessoas sendo treinadas a serem nocivas, a perder o domínio do dom da inteligência, e padecerem no conformismo frente ao que Deus reservou em suas vidas.

Isso vale pra demais “seitas”. Respeito demais líderes religiosos que, muitas vezes, utilizam-se do ponto fraco dos pobres para fazer furtuna (pois isso é, infelizmente, comercial e lucrativo), apenas tenho pena da mentalidade que tem nosso povo, mas muito não pode ser feito numa questão que vêm sem solução há séculos. Também não posso negar que há líderes de bem, como já pude presenciar.

Quanto aos seguidores, acredito que não é necessário o "Tratamento Ludovico", e uma batalha para libertá-los seria idêntica à eterna batalha entre a ciência e a religião.

Cada um tem sua verdade sobre o mundo, mas é de bom senso que não ultrapasse a barreira do respeito.

7 comentários:

  1. A bíblia não é e nunca foi fonte exlusiva divina, mesmo que fosse, existem formas diversas interpreta-la, isso é ensinado no catecismo e na crisma.

    E a proposito, Deus realmente não quer ser louvado o tempo todo" como o. Louva-o quem quer.

    Existe o tal do Livre Arbitrio.

    ResponderExcluir
  2. Se o islamismo cria crianças para serem assassinas, generalizando como o pastor fez, podemos ter a certeza que o Protestantismo cria as crianças e os adultos para serem "contribuintes".

    Cada religião deveria se preocupar em propagar o amor ao próximo e não ficar se preocupando com a vida alheia ou com a crença alheia.

    Na bíblia Jesus diz para buscarmos a verdade, pois esta nos libertará, e na minha concepção a verdade não virá de um pensamento alienado ao da criação dogmática das doutrinas cristãs, que se apegam muito a dinheiro e poder!

    ResponderExcluir
  3. Esse pastor é um imbecil, aposto que ele próprio não sabe o que ta dizendo, islamismo religião assassina?
    Ele só pode estar de brincadeira, é muita alienação!!

    ResponderExcluir
  4. e jesus disse: amai (não adorai) a Deus sobre todas as coisas e o próximo como a ti mesmo...

    ou seja, um pessoa que deseja dizer que é representante de Jesus, um iluminado, sugiro que se alfabetize e entenda realmente o que esta escrito.

    Referente a rotular religião x povo, vale lembrar que os israelenses no tempo que eram dominados pelos romanos cometiam atentados... ou a fama de trocar religião pelo dinheiro esta explicito no filme o mercador de veneza, um impressao antiga desse povo, logo e facil dizer que os judeus são mal, mas, isso seria ser mal, ou seria uma condição dada a sua atual realidade?

    O que vi foi um pastor alimentando o odio, preconceito, e a transgressão da lei, um mal exemplo de contuda.

    ResponderExcluir
  5. Infelizmente sempre vão existir os mais ignorantes seguindo os 'menos' ignorantes.

    Infelizmente esse pastor não passa de mais um ignorante, um fariseu moderno, um arrogante propagador de intolerância à lá Malafaia.

    O objetivo continua sempre o mesmo: iludir as pessoas e se aproveitar delas.

    ResponderExcluir
  6. Nunca vi tanto comentario nescio e tolo. O Islamismo é sim uma religiao assassina, basta ler o alcorão e prestar um pouco de atenção na forma que a maioria de seus seguidores agem ao redor do mundo. Pra mim este é mais um blog que manisfesta uma ira terrivel contra o cristianismo de forma enrrustida, camuflada contida. Possuem coragem de demonstra-la apenas nas paginas da internet esperando o momento de um dia ser manifesta com atitudes violentas. Pois Deus vos deu a operação do erro para apenas crerem em mentiras e nao crerem na verdade, infelizmente por causa da dureza do coração de vocês.

    ResponderExcluir
  7. bestas humanas ñ sabem o que falão... protestantes idiotas, porcos sujos imundos, ratos de preconceitos... verdades estabelecidas e medo imbutido, ++ pq tanto medo em? se são donos da verdade??
    pq senten-se ameaçados??

    vcs simm são os radicais!! blasfemeando contra o livro... connhecem só deturpações formadas a séculos! acreditarão em mentiras que virarão verdades pra idiotas... burros de pai e mãe...

    ResponderExcluir